Otimize o seu processo de adequação à LGPD

Otimize o seu processo de adequação à LGPD

Com a LGPD em vigor, a corrida para a adequação também já está a todo vapor. Hoje vamos explicar como otimizar o processo de adequação à LGPD.

Pois, embora muitas empresas não saibam, a fiscalização e aplicação de sanção já está sendo realizada pelo Ministério Público e Procon, baseado tanto na LGPD quanto no Código de Defesa do Consumidor.

Independentemente das sanções aplicadas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) só começarem a valer em agosto de 2021, a responsabilização já pode ocorrer.

Sendo assim, com o objetivo de tornar o processo o mais ágil possível e manter a qualidade no processamento de dados dos usuários, é necessário compreender que tipo de atitudes podem otimizar a adequação à LGPD. 

Se você pretende adequar sua companhia, fique atento aos passos para tornar o processo mais célere possível. 

A compreensão é o primeiro passo

Entender o que se está implementando e onde se está implementando é essencial. Se conceitos como banco de dados, controladores, encarregado, política de privacidade não fazem sentido, o primeiro passo é tirar um tempo exclusivo para estudar a LGPD.

Como a legislação está em período de vacância, ou seja, sem entrar em vigor, por 18 meses, existem bons materiais que podem ser encontrados gratuitamente. 

A primeira sugestão é o feed de artigos do blog da Juddi. Nele falamos dos conceitos mais básicos até o processo de implementação de fato.

Monte um bom time

Essa etapa é essencial para todo o projeto na vida corporativa, contudo, requer atenção na área de dados pessoais. 

O processo de adequação requer diversas habilidades, seja para lidar com a tecnologia ou para instruir colaboradores.

Faça um bom mapeamento

É essencial descobrir onde, de fato, os dados pessoais dos titulares são coletados e armazenados. 

Para além disso, saber quais pessoas possuem acesso a determinados setores e como estão as seguranças desses dados pode prever eventuais riscos.

Juntar documentos e estruturar uma noção de onde estão as coisas é um passo que, embora preliminar, poupa muito tempo e retrabalho durante o processo de adequação. 

Ter noção de uma situação antes de lidar com ela é importantíssimo. 

Invista tempo na criação de uma cultura

Para além do seu time, todos os colaboradores da empresa devem contribuir para que a LGPD seja implementada na empresa. 

Não é por menos que, dentro do processo de adequação, recomenda-se a realização de workshops e atualizações constantes.

Contudo, apenas o fornecimento de informações para os colaboradores sem que a importância do processo de adequação à LGPD seja ressaltado certamente ocasionará gargalos no futuro.

Mantenha a documentação sempre atualizada

A adequação não é um esforço que possua um fim certo, haja vista a necessidade constante de monitoramento para verificar se o planejado está sendo seguido. 

Sendo assim, é importante manter toda a documentação atualizada, seja ela externa, como a política de privacidade, ou interna, como relatórios ou Avaliações de Interesse Legítimo.

Em eventual demanda judicial, a manutenção dessas bases documentais atualizadas funcionam como prova.

Implementar a LGPD, ao contrário do que muitos pensam, não é um caminho impossível. É bem provável e a boa efetivação vai depender do esforço conjunto.

Na Juddi você encontra os documentos como a Avaliação de Interesse Legítimo (LIA), DPA – contrato utilizado para estabelecer as regras entre Controlador e Operador, Política de Privacidade e Termos de Uso. 

Todos disponíveis para criação e personalização, conforme as suas necessidades e caso específico, para otimizar seu processo de adequação.

Cadastre-se gratuitamente e faça o teste!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: